O que é bitrate e como ele pode influenciar a qualidade de uma transmissão ao vivo

31/ago

O bitrate é uma medida usada para determinar a quantidade de dados que são transmitidos em um determinado intervalo de tempo. A nomenclatura é usada sobretudo quando se trata de transmissões de áudio ou vídeo.

A unidade de medida utilizada é a kbit/s, que significa quantos “mil” bits são transmitidos por segundo durante o uso de um arquivo digital. Logo, os formatos que utilizarem uma maior quantidade de kbit/s tem melhor qualidade que aqueles que usam menor quantidade de kbit/s.

Além disso, há a taxa de transferência, responsável por calcular o volume de dados transmitidos por segundo. E para isso é usada a unidade de medida Kilobyte (Kbps). Da mesma maneira que o bitrate, quanto maior o volume de dados transmitidos em um segundo, melhor será a qualidade final da imagem ou do som.

E o que isso tem a ver com uma transmissão ao vivo?

Em uma transmissão ao vivo de vídeo e áudio é essencial utilizar as taxas de kbit/s recomendadas para garantir a melhor qualidade possível da transmissão. E ainda há outro item importantíssimo: uma boa velocidade de conexão à internet também garante melhor qualidade e o resultado certamente será positivo.

O bitrate está diretamente ligado à nitidez de uma transmissão ao vivo de arquivos de vídeo como H.264.  Também é importante saber que o bitrate é independente do tamanho do vídeo, por exemplo, em largura e altura. Obviamente que para maior resolução, será preciso um bitrate maior que conseguia conservar a qualidade.

Entenda como funciona

Um plano de streaming de transmissão ao vivo para rádio com uma taxa de 128kbps, significa que a transmissão de arquivos em um segundo pode chegar a 128 pacotes de mil bits, o que resultará em uma altíssima qualidade no som para o ouvinte.

Por exemplo, o streaming de rádio da Cross Host é o modelo AAC-Plus com taxa de 64kbps, porém como se fosse em 128kbps, que garante ótima qualidade no som pela metade do consumo dos dados.

E a internet?

Não adianta nada uma boa taxa de bitrates por segundo se a conexão com a internet não for adequada. Como apresentado no artigo sobre internet para eventos, para uma transmissão ao vivo de qualidade, é preciso que haja um link dedicado para conexão.

A partir disso é preciso estimar as necessidades da largura da banda de conexão, e calcular a qualidade do streaming que deseja enviar, se será direcionado, ou não, para dispositivos móveis, se é preciso transmitir em HD (1280×720) ou Full-HD (1920×1080), e por aí vai.

Com base nessas questões é possível traçar estimativas como:

– Transmissões para dispositivos móveis a taxa de bitrate precisa ser de 200 kpbs;
– Para focar em transmissões em computadores de área de trabalho, o vídeo precisa estar em maior qualidade, usando um bitrate em torno de 400kpbs;
– Um vídeo em alta definição (HD) vai requirir no mínimo 1Mbps (mega bytes por segundo) de bitrate e no mínimo 2Mbps de taxa de upload (transferência);
– Uma transmissão ao vivo em Full-HD vai precisar de no mínimo 3Mbps de bitrate e mínimo de 6Mbps de taxa de upload.

Conheça as soluções de transmissão ao vivo da Cross Host

Especializada em streaming para áudio e vídeo, a Cross Host oferece soluções personalizadas e para todos os orçamentos.

Com um recurso interno de transcodificação, é possível transformar uma transmissão ao vivo em taxas de bits adaptáveis, que vão ajustar de forma dinâmica a resolução e taxa de bitrate para coincidir com a largura de banda e tipo de dispositivo de cada espectador ou ouvinte, garantindo a melhor experiência possível.

Para mais detalhes ou informações entre em contato!

Envie seu comentário