Streaming x LiveStream: Você sabe qual é a diferença?

19/maio

Streaming x LiveStream? Já se questionou sobre esses formatos?

 

 

Hoje em dia muita gente consome serviços de Streaming, sejam eles corporativos ou para lazer pessoal. Com o avanço da tecnologia e o surgimento de novos formatos, muitos estão se perguntando se existe diferença entre Streaming x LiveStream e como saber diferenciá-los. Pensando nisso, produzimos um conteúdo muito completo para esclarecer todas as dúvidas e aprender definitivamente o conceito, as diferenças e como utilizar cada um desses formatos.

 

Preparado (a)?

 

 

Como Surgiu o Streaming? [ Streaming x LiveStream ]

 

 

Atualmente a maioria das pessoas assiste a vídeos na internet. É muito difícil encontrar alguém que não dedique pelo menos uma hora do dia assistindo uma boa Live, um vídeo, ou um Webinar, principalmente pautados nessa nova nova realidade, onde o mundo inteiro está passando pelo processo de quarentena.

 

Mas se pararmos para pensar, nos primórdios da internet não era tão fácil assim. Quem é um pouco mais velho deve lembrar bem daquela experiência “não tão boa” em utilizar a internet discada, procurar o vídeo, aguardar horas e horas ou até mesmo “DIAS”, isso mesmo, você leu corretamente, “DIAS”, para finalmente ter o tão sonhado vídeo, filme ou áudio no seu computador. Durante muito tempo essa foi a realidade de muitos, até que com a chegada da banda larga e o avanço da tecnologia surgiram as primeiras experiências de Streaming.

 

Mas o que é Streaming?[ Streaming x LiveStream]

 

 

Streaming é todo e qualquer conteúdo de imagem ou som transmitido através de uma rede de internet para qualquer computador, sem a necessidade do usuário fazer um download para poder consumir esses arquivos. O Streaming foi um grande avanço da tecnologia e chegou em um momento de aceleração, onde não era possível aguardar horas e horas para consumir um conteúdo audiovisual.

 

Em definição a palavra “Streaming” pode ser entendida ou traduzida em português como “transmissão” ou “fluxo de mídia”. É a grande tecnologia que deu vasão a serviços como YouTube, Spotify, Vímeo e tantas outras plataformas de transmissão instantânea.

 

A ideia do Streaming é de agilidade, facilidade. Com o Streaming recebemos as informações em tempo real e de forma instantânea. Não é preciso mais aguardar um carregamento completo, hoje, é necessário apenas que parte dele seja carregado em segundos para inicia-lo em qualquer dispositivo; esses dados são baixados instantaneamente e são armazenados temporariamente, sendo deletados automaticamente do equipamento após a visualização.

 

O Streaming se desenvolveu no Brasil nos últimos anos principalmente pela melhora em um dos seus principais pré-requisitos: o aprimoramento e avanço na velocidade das conexões com a Internet.

 

A principal vantagem do formato Streaming é realmente poder ter acesso a qualquer conteúdo de imagem e som, de forma instantânea, isento de downloads, com possibilidade de acessá-lo até mesmo em modo offline, e fazer tudo isso através de um notebook, Smartphone, tablet ou Smart TV.

 

 

Mas LiveStream é a mesma coisa que Streaming? Qual a diferença entre Streaming x LiveStream?

 

 

Definitivamente Não! Podemos dizer que o LiveStream é um “filho” do Streaming, uma extensão dele com todas as suas características e definições próprias. Se o Streaming consegue realizar o download instantâneo e rápido de imagens e som para serem consumidos imediatamente o LiveStream é  ainda mais rápido, ele utiliza essa mesma tecnologia para transmissões online ao vivo, sem a necessidade de carregamento inicial, é só clicar no play e assistir eventos, shows e demais formatos AO VIVO.

Mas vamos entender a fundo:

 

O que é LiveStream? [Streaming x LiveStream]

 

LiveStream também pode ser considerado um tipo de “Streaming”, afinal, esse formato também visa disseminar conteúdos de imagem e som de forma instantânea para serem consumidos de forma rápida. A grande diferença entre Streaming x LiveStream é que o LiveStream é um serviço de transmissão de conteúdo ao vivo, como Lives e transmissões realizadas em tempo real. É nesse formato que pessoas interagem com ouvintes e convidados,  fazem programas, shows, e transmissões ao vivo ficarem muito mais envolventes e dinâmicas.

 

O LiveStream permite que os usuários assistam programas e eventos que estão sendo transmitidos ao vivo. Diferente do Streaming, os dados não são carregados parcialmente, e em caso de desconexão com a internet, a conexão é interrompida até que o problema seja resolvido, para só então, ser carregado e reproduzido novamente. Além disso, ele ao voltar não é possível retornar ao trecho que estava assistindo, a não ser que posteriormente a gravação seja disponibilizada, já no formato de Streaming.

 

Para simplificar ainda mais, o Streaming precisa de um pré-carregamento de dados para ser consumido, geralmente são gravados e disponibilizados ao público para que sejam assistidos, já o LiveStream é tudo que é AO VIVO, e está acontecendo ali em tempo real com mil possibilidades de interação.

 

Mas quando fazer um LiveStream?

 

Bom, esse formato é utilizado por muitos profissionais, influencers e pessoas que dominam determinado assunto. Não é fácil fazer uma transmissão ao vivo. Além disso, o formato exige recursos como equipamentos de alto desempenho, boas lentes ou câmeras, jogo de cintura e dinamismo do apresentador, bons equipamentos de sonorização, uma internet potente, um roteiro assertivo, e um bom cenário com iluminação apropriada. Para empresas, é interessante a contratação de empresas que realizam o gerenciamento de LiveStream, para que o resultado seja equivalente.

 

Atualmente, a maioria das redes sociais contam com serviços de LiveStream, como o Youtube, Instagram e o Facebook. Cada um com características próprias, mas com o mesmo objetivo: transmitir conteúdos ao vivo para o público.

 

3 dicas valiosas para uma LiveStream de sucesso

 

  1. Tenha equipamentos de qualidade:

Não adianta ter um bom planejamento da sua transmissão ao vivo se a imagem ou o som estiverem com uma qualidade inferior ao seu conteúdo. Invista em câmeras de alta resolução, microfones apropriados, mesas de mixagem, equipamento de sonorização adequado, iluminação profissional, isolamento acústico e um servidor excepcional.  Para o segmento corporativo, a dica é contratar uma empresa de gerenciamento de Lives, para que tudo ocorra no tempo certo, com isenção de falhas e segurança total na transmissão.

 

 

  1. Um bom roteiro é fundamental:

Imagine uma Live com uma imagem fantástica, um som maravilhoso e um conteúdo definitivamente horrível? Nada atraente né? Ninguém assiste uma Live até o final apenas porque a imagem é boa. É preciso atrair! Prepare o seu roteiro. É normal durante uma transmissão esquecermos sobre o que estamos falando, ou até mesmo o próximo assunto pautado, portanto, tenha em mente que ele será o guia da transmissão, norteando tempo, assunto, interação, chamada de convidados.

 

  1. Chame autoridades do assunto e convidados especiais para a LiveStream

 

Sua LiveStream pode triplicar a relevância com o convidado certo. Estude o seu público, entenda o que eles querem consumir. Chamar autoridades e especialistas do seu segmento é uma ótima estratégia para gerar mais alcance e engajamento. Invista nessa ideia.

 

Mas como saber qual é o melhor formato para o meu projeto? Streaming x LiveStream?

 

Isso vai depender muito do objetivo do seu projeto.  Para empresas que querem engajar, gerar interação com o seu público, responder dúvidas, produzir um Webinar dinâmico, fazer um evento ou o lançamento de um novo produto ou serviço, o formato ideal é o LiveStream.

Já se o objetivo é disseminar um conteúdo mais aprofundado, um vídeo editado com passagens, trilha, um Podcast ou qualquer conteúdo de imagem e som que envolva uma pré-produção e edição você pode contar com o Streaming. Lembrando que toda LiveStream também é um formato de Streaming, pois é uma transmissão, o que diferencia um Streaming x LiveStream é que a segunda opção é sempre AO VIVO.

 

A ascensão do LiveStream

Atualmente a busca por LiveStream tem aumentado exponencialmente, e sua popularidade é crescente, com uma ampla base de usuários. Hoje em dia, aproximadamente 10 milhões de usuários ativos acessa o formato, e de todos esses usuários, a média de consumo é de 106 minutos/dia.  O LiveStream tem alcançado milhares de adeptos e vem gerando muita receita através de plataformas como Youtube, Facebook e Instagram.

 

O mercado de LiveStream tem números alarmantes para empresas. Já em 2016 a indústria gerava US$30 bilhões e só estava iniciando. Hoje a previsão é que até o final de 2021 o crescimento seja superior aos anos anteriores, alavancando aproximadamente US$70 bilhões. Esses dados foram estimados antes do início da Pandemia, podendo ser infinitamente maiores, já que agora, o LiveStream ficou ainda mais em evidencia.

 

Além de valor em receita, o LiveStream tem valor agregado. Pesquisas apontam que mais de 80% dos usuários acessaram conteúdos no formato LiveStream nos últimos anos, e a faixa etária vem sendo bem diversificada, atingindo todos os públicos:

streaming x livestream

 

 

Além disso, é possível observar a diferença de popularidade e acesso das redes sociais que dispõem desse recurso:

 

 

plataformas livestream

 

 

O LiveStream é uma oportunidade de negócio. Uma forma inovadora de apostar no marketing fugindo do padrão tradicional. E sua empresa, já tentou algo novo hoje?

 

Clique aqui e descubra como ter um serviço de Streaming ou LiveStream na sua empresa