O que é Live Commerce e porque é a grande aposta da Black Friday 2020? - Cross Host
Live Commerce

O que é Live Commerce e porque é a grande aposta da Black Friday 2020?

O processo de transformação digital nas empresas é cada vez mais importante para se adequar à competitividade do mercado. Com a forte concorrência de um setor que cresceu mais de 110% em 2019, a inovação digital no segmento de e-commerce é fundamental para maximizar as vendas e para não ficar para trás durante a aceleração tecnológica do comércio virtual. Com uma competição tão acirrada, o formato Live Commerce tem conquistado o mercado de vendas digitais com uma abordagem inovadora que integra o uso de transmissões ao vivo em plataformas digitais para aumentar de forma exponencial as vendas e conquistar a audiência.

 

 

Mas afinal, o que é e como surgiu Live Commerce?

 

Live Commerce ou Live Shop é a integração da tecnologia de Streaming onde as marcas realizam transmissões ao vivo em redes sociais ou plataforma digitais para demonstrar ou vender um produto ou serviço. Esse recurso já era utilizado antigamente por canais e propagandas de televisão e agora tem se destacado e ganhado força na internet.

Como o formato vídeo é o que mais gera conversões em vendas atualmente, esse modelo de exposição está em evidência e vem gerando crescimento nas vendas e também interação e identificação com as marcas.

O Live Commerce foi um modelo criado e consolidado na China, e vem ganhando contorno mais definidos no mercado brasileiro. Em 2020 é a grande aposta e a estratégia de anunciantes e marketplaces para alavancar as vendas da Black Friday 2020, que promete entregar de forma única uma boa experiência de compra, com agilidade, praticidade e conteúdos diferenciados.

Uma das lives Commerce que mais fizeram sucesso na China foi com a personalidade Kim Kardashian e a influenciadora chinesa Viya. No ano passado, durante uma live, elas conseguiram vender 15 mil frascos de perfume em pouquíssimos minutos.

Outro exemplo do sucesso do live commerce na China: Em 2018, o Taobao, Marketplace da Alibaba, alcançou a marca de mais de 100 bilhões de RMB (US$ 15,1 bilhões) em volume bruto de mercadorias vendidas por meio de livestreaming.

 

 

Por que o formato Live Commerce é a grande aposta das marcas para turbinar suas vendas na Black Friday 2020?

 

Segundo um levantamento realizado pela Nielsen, o surto de covid-19 levou 7,3 milhões de consumidores a experimentarem sua primeira compra via e-commerce. Em um mercado que já estava em crescimento acelerado foi um grande impulsionador para que essas marcas reavaliassem sua comunicação com sua audiência, de forma eficiente, interativa e totalmente remota, dando visibilidade para o poder da Live Commerce em 2020. A expectativa de muitas marcas é que a Black Friday 2020 será a maior de toda história e é a grande aposta das marcas para não só turbinar as vendas como conquistar o seu público.

 

Confira as ações de Live Commerce de grandes marcas para a Black Friday 2020 no Brasil:

 

 

Lojas Americanas

Com quatro horas de duração no show principal, o Show da Black Friday 2020 das Americanas foi transmitido ontem, 26, e hoje  27, no YouTube. Com apresentação do youtuber e empresário Felipe Neto, a transmissão conta com a presença de personalidades como Camila Coutinho, embaixadora do projeto Americanas ao Vivo, a ex-BBB e atriz Rafa Kalimann, o gamer Nobru, entre outros. Na primeira edição, no ano passado, o show teve 5 milhões de espectadores únicos e bateu o recorde de maior transmissão ao vivo de entretenimento da plataforma no País.

Desta vez, o desafio foi intensificar ainda mais a combinação entre entretenimento e vendas. “É botar em prática a cultura do que chamo de ‘shoptainment’, criando cada vez mais para o público a sensação de que todas as ativações e dinâmicas pertencem ao reino do entretenimento. É diversão e gamificação acima de tudo. E o resultado acaba convertendo em muitas vendas”, afirma João Pedro Paes Leme, gestor criativo e sócio da Play9 ao lado de Felipe Neto e Marcus Vinícius Freire.

 

 

Mercado Livre

 

mercado livre live commerce

 

O Mercado Live realizou na noite desta terça-feira, 24, uma Live Shop que utilizou a tecnologia inédita de vendas do Facebook na América Latina. Os craques do futebol brasileiro, Cafu e Cristiane, atacante do Santos Futebol Clube e da Seleção Brasileira de Futebol Feminino, foram, a convite da marca, até o estádio do Pacaembu para marcar gols nas caixas com descontos de até 80% – as que foram acertadas e tinham o maior desconto venciam a rodada e os produtos anunciados subiam para a venda. De acordo com Fernando Yunes, vice-presidente sênior e líder do Mercado Livre no Brasil, a empresa conquistou 8,4 milhões de novos consumidores entre janeiro e setembro de 2020.

Segundo Julia Rueff, diretora de marketplace do Mercado Livre no Brasil, a empresa está investindo três vezes mais em relação ao ano anterior na Black Friday. “Acreditamos que teremos a maior Black Friday da história do Mercado Livre por várias razões: houve um aumento da penetração das vendas do e-commerce no varejo total brasileiro de 6% para quase 12%, uma entrada de grande número de novos usuários na plataforma, além da necessidade de reforço de segurança em relação à pandemia, não podendo existir aglomeração de pessoas em lojas físicas”, detalha. De acordo com um estudo da empresa, 58% dos entrevistados afirmaram que irão realizar compras no evento deste ano.

 

 

Magazine Luiza

O Magazine Luiza fará a segunda edição do show Black das Blacks, com a temática “Tem no Magalu”. . Ao longo do evento, serão anunciadas ofertas inéditas, de diversas categorias e válidas para todos os canais da rede: site, aplicativo e lojas físicas.. O evento também terá entradas simultâneas na TV Globo e será comandado pela atriz Taís Araújo e pelo apresentador Luciano Huck, além de contar com a participação da Lu, influenciadora e assistente digital da varejista.

Entre os shows da noite, artistas como Anitta, Zé Neto e Cristiano, Dilsinho e Barões da Pisadinha vão se apresentar. O evento também terá um desfile que reúne moda, dança e performances artísticas, comandado por Karol Conká e Gloria Groove, além de outras atrações.

 

 

 

Icarros

Também no YouTube, o iCarros realizará hoje, 27, sua primeira Live Commerce em parceria com a NWB, o feirão será transmitido nos canais do Acelerados, da rádio Energia 97 FM, e do próprio iCarros. A live será comandada pelos apresentadores do Acelerados, Cássio e Gerson, com participação de Rubens Barrichello.

 

 

Lojas Marisa

Já a Live Commerce da Marisa, transmitida na última quarta-feira, 25, foi conduzida por Lore Improta, influenciadora e dançarina, e teve o intuito de direcionar as vendas para o e-commerce e app da loja. Criada pela Africa, a comunicação da varejista para esta Black Friday contou com o mote “#ConteComMarisa para a Black Friday dos seus favoritos” para engajar as consumidoras que já têm uma relação próxima com a Marisa. “Nossa proposta é estabelecer uma relação que vá para além do transacional com a nossa cliente.

É sobre entreter e se conectar com espontaneidade e verdade”, comenta Maria Fernanda Meza, diretora de marketing e experiência da cliente da Marisa. A estratégia da varejista se pautou por três observações: enfatizar a relação de confiança entre a loja e a cliente; remarcações nas peças que favoreçam uma consumidora mais cautelosa devido a crise econômica; quebra de possíveis barreiras para a compra pelos canais digitais. Além da live, toda a comunicação da marca relacionada a Black Friday está concentrada no digital, pois, segundo a executiva, o esforço da empresa na TV está mais focado em branding e construção.

 

 

Inspiração Chinesa: 

 

Grupo Haus

Uma plataforma própria de live commerce é a aposta do grupo Haus. A Huia, estúdio de tecnologia da holding, desenvolveu a plataforma de live commerce Alive, já utilizada por clientes como a Tramontina. Alessandro Cauduro, CIO da Haus, diz que, quando aliada à solução de streaming, a experiência de compra pode ser mais fluida e sem interrupção entre conteúdo e plataforma. Para ele, 80% do sucesso da transmissão depende da combinação entre oferta e conteúdo. “As pessoas gostam do processo de compra em que há um conteúdo que engaja e tira dúvidas. Não há maneira de comprar mais interativa do que essa”, afirma.

 

Alibaba

Na China, a Taobao Live, plataforma de live streaming do Alibaba, atingiu US$ 7,5 bilhões em vendas na primeira meia hora do 11.11, considerado o maior festival de vendas do mundo. Nos últimos 12 meses, dois terços dos chineses compraram por meio do livestreaming, aponta uma pesquisa da AlixPartners e, até o final de 2020, este mercado terá faturamento de US$ 125 bilhões – em 2019, as vendas alcançaram US$ 63 bilhões.

No Brasil, esta ação acontece há 11 anos, mas esta foi a primeira vez que o AliExpress investiu em ações de marketing personalizadas no País, pelo fato de ter passado a contar com uma equipe local neste ano. Yan Di, country manager do AliExpress Brasil, diz que as vendas da empresa em 11 de novembro no mercado nacional foram 100% superiores aos números obtidos um ano atrás. “Este foi o maior crescimento registrado entre todos os 200 países atendidos pelo AliExpress”, afirma.

A relevância do 11.11 para a companhia chinesa não impediu, no entanto, que os esforços para a Black Friday brasileira fossem menores: desde novembro, o marketplace está operando quatro voos fretados, semanais, para o Brasil, o que permitirá, segundo o executivo, que os brasileiros aproveitem descontos equivalentes aos oferecidos no e recebam as entregas antes do Natal.

As promoções nacionais do site começaram na segunda, 23 e vão até a manhã de segunda-feira, 28. Também visando reduzir os prazos de entrega, o Mercado Livre passou a contar com uma frota própria. A Meli Air é composta por quatro aviões que operam sete dias por semana.

 

 

Live Commerce promete movimentar 129 bilhões globalmente em 2020

 

Neste ano, a live commerce deve movimentar US$ 129 bilhões globalmente, segundo estimativas na iMedia – quase tudo isso vem da China, onde o formato foi consagrado por Alibaba e Tencent, as duas maiores empresas online da china.

Nos últimos meses, o Brasil começou a experimentar um fenômeno que já é popular no país asiático há anos: os vídeos ao vivo. Desde março, as redes sociais brasileiras estão repletas de lives de artistas musicais, autores, jornalistas, empresários, atores. O mundo em quarentena virou uma live. E as empresas não ficaram para trás.

As companhias perceberam que poderiam usar toda essa audiência dos vídeos para vender mais pela internet, em modelo apelidado de Live Commerce ou Live Shop,  o formato, que consiste em colocar vendedores para apresentar ao vivo produtos que podem ser comprados online, já existia antes de 2020, mas foi levado a um novo extremo com a pandemia.

Na China, por exemplo, o shopping Shanghai New World fez três transmissões ao vivo com 12 horas de duração em março que foram vistas por 130.000 pessoas. A consultoria iiMedia estima que o faturamento desse modelo de vendas será de 129 bilhões de dólares em 2020, um crescimento de 111% em relação a 2019.

 

E sua marca, já está preparada para turbinar as vendas com a tecnologia Live Commerce ?

Fale com nossa equipe de especialistas clicando aqui e veja como é fácil realizar vendas em transmissões ao vivo.