6 erros mais comuns em Lives amadoras - Cross Host
Lives amadoras

6 erros mais comuns em Lives amadoras

Hoje em dia, qualquer pessoa no mundo tem fácil acesso a dispositivos e recursos tecnológicos para tentar se arriscar em uma Live. Com um celular na mão ou um notebook simples é possível iniciar uma transmissão ao vivo e disseminar o seu conteúdo. Mas será que realmente é só ligar a câmera do smartphone e sair falando? Hoje você vai descobrir os 6 erros mais comuns em Lives amadoras e como evitar que sua transmissão seja um verdadeiro desastre.

  1. Falta de planejamento

O que mais vemos hoje em dia são Lives amadoras que claramente não possuem nenhum tipo de planejamento. Esse tipo de transmissão ao vivo “dá um show” de falhas. Além de não possuir direcionamento de conteúdo, expõe imagens ruins, sonorização de baixa qualidade, iluminação precária e uma série de erros que poderiam ser evitados previamente com a produção de um planejamento simples.

Dica: planeje sua live! o planejamento estratégico é seu aliado e ajuda antes, durante e depois da sua transmissão. Repasse todos os pontos importantes como equipamentos, conteúdo, convidados, tempo de duração etc.

  1. Lives amadoras sem roteiro

Nada pior que assistir uma live e perceber que a pessoa está  totalmente perdida, né? Nesse tipo de Live é comum notar que o conteúdo não possui “início, meio e fim”. Os assuntos em si não possuem conexão e a narrativa é rasa e pouco explorada.

Dica: Faça um roteiro sólido e bem estruturado. Clicando aqui você pode conferir algumas dicas de como fazer um bom roteiro para sua live.

  1. Imagem e som de baixa qualidade

Por mais que a tecnologia evolua, a qualidade de equipamentos amadores como smartphones e câmeras de notebooks jamais vai se igualar às imagens produzidas por câmeras profissionais. O mesmo vale para a sonorização, microfones acoplados a esses dispositivos são inferiores a microfones utilizados em uma transmissão ao vivo profissional, portanto, se a sua Live é também o seu negócio, invista em uma transmissão ao vivo de qualidade e fuja um pouco do amadorismo.

Dica: Pesquise! Faça orçamento com empresas especializadas em lives profissionais. Esse tipo de empresa geralmente dispõe de uma infraestrutura completa para que sua Live seja um sucesso.

  1. Utilizar uma rede de internet compartilhada para a Live

Uma Live amadora feita por uma empresa que usa a rede de internet compartilhada e/ou com baixa taxa de transferência (upload), tem quase 100% de chances de ser interrompida ou apresentar falhas. O público vai ter a impressão de que a marca não se preocupou em ter um bom sinal de transmissão.
Dica: O ideal é a contratação de uma rede dedicada de internet para realizar transmissões. Além disso, dois links de internet garantem mais segurança, pois em qualquer emergência é possível utilizar a outra rede.

  1. Lives looooooooooooooooogas

Lives amadoras costumam ser muito longas ou curtas demais. Sempre planeje com antecedência o tempo de duração da sua transmissão. Lives muito longas geralmente são “abandonadas” e implicam na credibilidade do seu conteúdo.

Dica: o tempo ideal de uma live não pode passar de 30 minutos. Lives curtas e objetivas geram mais interação e são muito mais assistidas integralmente. Avise com antecedência o tempo da sua live para que sua audiência consiga se planejar.

  1. Ambiente sem infraestrutura e com iluminação precária

O ambiente de gravação é muito importante para uma Live. Nada pior que transmitir em locais com pouca iluminação ou em um ambiente desorganizado e barulhento. Esse tipo de detalhe pode gerar resultados negativos, afinal, podem passar a impressão de falta de cuidado e conhecimento técnico, além de estragar a experiência da audiência.

Dica: se possível, grave em um estúdio profissional. Esse tipo de local possui toda infraestrutura necessária para que sua live seja um sucesso. Caso não seja possível, aposte num ambiente tranquilo, bem iluminado e organizado para sua Live amadora.

Quer aprimorar suas Lives e levar sua transmissão ao vivo a outro nível? Fale com a Cross Host